Segundo jovem morto pela repressão durante os protestos em Belo Horizonte

jul 12th, 2013 | By | Category: Denúncia

Reproduzimos matéria do Comitê de apoio ao Jornal A Nova Democracia de Belo Horizonte

http://comitenovademocraciabh.blogspot.com.br/

 luiz
Luiz Felipe, jovem morto pela repressão contra os protestos
Na noite de 11 de junho morreu Luiz Felipe Aniceto de Almeida, de 22 anos, que caiu do Viaduto José Alencar, próximo ao estádio Mineirão durante o protesto de 200 pessoas no dia 22 de junho. Ele é o segundo jovem morto em decorrência da brutal repressão desatada pela polícia, exército e a Força Nacional contra os grandes protestos na capital no último mês.
Na queda, Luiz Felipe fraturou as duas pernas e os dois braços e sofreu ferimentos em várias partes do corpo. Ele passou por pelo menos duas cirurgias e respirou com a ajuda de aparelhos durante todo o período em que ficou internado no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.
Luiz deixou uma filha, que completou um ano de vida exatamente no dia em que o jovem pai faleceu.
“Ele estava indo às ruas para protestar por seus direitos. Ele queria que, com a passeata, houvesse uma melhoria no transporte público da cidade”.  – declarou Maria Soares de Almeida, mãe de Luiz.
Repressão provoca seis quedas de viaduto e duas mortes de jovens lutadores
Ao todo seis manifestantes caíram do viaduto José Alencar durante ataques das forças de repressão contra os protestos populares entre os dias 17 e 26 de junho.
No dia 17, durante o jogo Taiti e Nigéria pela copa das confederações, ocorreu a primeira queda. Um vídeo amador postado no youtube registrou o momento em que uma manifestante alertou um PM que um jovem havia caído do viaduto e precisava de socorro e recebeu uma resposta desdenhosa e absurda do policial dizendo que “ele não estava rezando”.
douglas
Jovem operário Douglas Henrique
Em 26 de junho, data da partida entre Brasil e Uruguai, no protesto de 100 mil pessoas que se dirigia ao Mineirão, o jovem operário Douglas Henrique de Oliveira souza, de 21 anos, morreu após queda ao tentar saltar o vão livre do viaduto para escapar da chuva de bombas lançada pela polícia.
Dilma Rousseff, governadores e prefeitos de todas as legendas, transbordando cinismo e demagogia, propalam que as manifestações populares são “comprovação da democracia no país”. Isso, ao mesmo tempo em que ordenam à polícia, exército e Força Nacional que descarreguem bombas e tiros contra o povo, espanquem e prendam manifestantes.
Há denúncias de que mais de dez pessoas já morreram em consequência da repressão aos protestos em todo o país e centenas foram ou estão presas, sendo processadas e perseguidas pela polícia e pela justiça.
No próximo dia 16 de julho, a Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça de MG e organizações populares de Belo Horizonte e Região promoverão o rebatismo popular do viaduto José Alencar, que passará a se chamar Viaduto Douglas Henrique de Oliveira Souza e Luiz Felipe Aniceto de Almeida.
Veja o vídeo dos momentos após a queda de Douglas Henrique em 26 de junho:

Comments are closed.