MG: Trabalhadores da Anglo American se rebelam em Conceição do Mato Dentro

jul 4th, 2013 | By | Category: Denúncia

Extraído do blog da redação do Jornal A Nova Democracia

apaga

Um protesto de cerca de 800 trabalhadores da  Anglo American em Conceição do Mato Dentro, na região central de Minas Gerais, terminou em incêndio de alojamento no dia 3 de julho. Esses trabalhadores são terceirizados da Montcalm, empresa de engenharia, construção e montagem eletromecânica que atua em vários segmentos da construção e indústria.

Os trabalhadores exigem melhores salários, ticket alimentação, o pagamento de horas-extras e denunciam péssimas condições de trabalho. Forte aparato de repressão foi deslocado para a cidade e para as imediações da empresa.

A reportagem de AND apura a situação dos trabalhadores da Anglo American e em próximas edições do jornal trataremos da exploração mineral na região pela transnacional, a construção do mineroduto que escoará toda a extração das riquezas minerais da região diretamente para navios e enviada às potências estrangeiras, a situação dos camponeses e moradores da região que tem suas terras invadidas pela empresa estrangeiras.

Esse mineroduto construído pela Anglo American terá mais de 500 km e pretende levar o minério de ferro e outras riquezas minerais extraídas junto com ele diretamente para navios no terminal de Porto do Açu, no Rio de Janeiro*.

Apuramos também graves denúncias de que além da exploração mineral e degradação das riquezas naturais, a mineradora tem expulsado os camponeses, impede o transito de pessoas em estradas, e provoca grande revolta na população local.

Entenda melhor*

Tudo começou quando, em 2008, a Anglo American, com sede em Londres, criou a Anglo Ferrous Brazil como braço de negócios de minério de ferro no país, e adquiriu do grupo MMX, do mega-especulador Eike Batista, a mina de Conceição do Mato Dentro. A compra foi estimada em 5 bilhões de dólares.

A Anglo American almeja extrair 26,5 milhões de toneladas anuais de minério de ferro que carrega junto consigo muito ouro e outros minerais. Tamanha derrama das riquezas naturais do país serão transportadas diretamente aos navios estrangeiros através de um mineroduto de 525 km de extensão, que corta 32 municípios mineiros e fluminenses, e chega assim à cidade de São João da Barra, onde está sendo instalado o Porto do Açu, de Eike Batista e no qual a própria Anglo tem 49% no terminal de minério de ferro.

 

Veja os vídeos:

 

Comments are closed.